sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Olho no olho – Itamar Assumpção


Por cabo T.V. satélite por rádio via internet
Por modem fio ou telex bom mesmo é o tête-à-tête
Bilhete carta recado um bip sempre ocupado
Out-door raio fax ligado bom mesmo é rosto colado
Cartão postal é bacana mas bom mesmo é ter você na minha cama
Mensagem não é consolo bom mesmo é ali olho no olho
Tijolinho anúncio pago panfleto retrato falado
Por cupido por duende bom mesmo é bater de frente
No berro pombo correio seja celular ou meio
Painel faixa ou mural bom mesmo é o ato carnal
Cartão postal é bacana mas bom mesmo é ter você na minha cama
Mensagem não é consolo bom mesmo é você ali olho no olho
Por tambor telepatia
Por clip telefonia
Poema escrito na roupa
Bom mesmo é boca na boca
Por Pager via Embratel
Pelo vento por passa anel
Por átomos ou carro de bois
Bom mesmo é orgasmo a dois
Cartão postal é bacana mas bom mesmo é ter você ali na minha cama
Mensagem não é consolo bom mesmo é ali olho no olho
Por cabo T.V. satélite por rádio via internet
Bom mesmo é o tête-à-tête
Bilhete carta recado um bip sempre ocupado
Bom mesmo é rosto colado
Cartão postal é bacana mas bom mesmo é ter você na minha cama
Mensagem não é consolo bom mesmo é ali olho no olho


Itamar Assumpção nasceu em Tietê, em 1949, e faleceu em São Paulo, em 2003. 
Itamar Assumpção é um cantor e compositor paulista. 
Itamar Assumpção gravou, dentre outros, os discos Beléleu, leléu, eu
Bicho de  7 cabeças e Pretobrás (onde está a canção "Olho no olho").

Sem comentários:

Publicar um comentário